Pesquisar
Traqueostomia

Após uma traqueostomia, terá um traqueostoma, com um tubo de traqueostomia introduzido na sua traqueia. Isto irá mudar a forma como respira e fala.

Respirar através de um traqueostoma significa inspirar ar seco, frio e não filtrado. Isto irá irritar a mucosa dos seus pulmões e, como resultado, poderá sentir um aumento da produção de mucosidades e da tosse. Através da utilização de um HME, irá ajudar a repor as funções perdidas, antes desempenhadas pelo nariz e a boca. O Provox XtraFlow, o Provox XtraMoist e o TrachPhone irão aquecer, humidificar e filtrar o ar inspirado, reduzindo a produção de mucosidades e a tosse.

Falar será novamente possível através da oclusão do tubo de traqueostomia, desde que exista espaço suficiente entre a traqueia e o tubo. Através da oclusão do tubo durante a expiração, irá respirar através do seu nariz e da boca. O ar que sai dos pulmões irá passar através das cordas vocais, produzindo a sua voz. Pode ocluir o tubo diretamente com o dedo ou através de um HME. O TrachPhone é um HME equipado com uma tampa com mola, que pode ser facilmente ocluído com um dedo.

Para falar sem utilizar as mãos pode utilizar uma válvula fonatória para ocluir o tubo de traqueostomia durante a expiração. O ProTrach DualCare combina uma válvula fonatória com um HME. Rodando a tampa da válvula pode alternar entre o modo fonatório e o modo HME e vice-versa.

A voz de Rink

Rink, dos Países-Baixos, foi submetido a uma traqueostomia e agora utiliza o ProTrach DualCare, que é uma combinação de uma válvula fonatória e um HME. Ele fala sobre o papel que o ProTrach desempenha na sua vida diária, relativamente à sua família, trabalho e desporto.

Quer saber mais sobre o DualCare?
A voz de Sylvia

Sylvia tem 45 anos e vive nos Países-Baixos. Sylvia é muito desportiva e gosta de andar na sua bicicleta de corrida. Durante os meses de inverno, ela é uma patinadora no gelo ativa. Há três anos que tem um traqueostoma. Abaixo, Sylvia partilha a sua experiência com o ProTrach DualCare.

«Foi há cerca de um ano que soube da existência do ProTrach DualCare. Se tivesse de descrever o ProTrach DualCare numa só palavra utilizaria ‹liberdade›. É liberdade que esta inovadora válvula fonatória me oferece. Devido à traqueostomia, falar deixou de ser óbvio. Com o ProTrach DualCare isto melhorou bastante.

A vantagem do DualCare é que não precisa de colocar o dedo na cassete HME. Isto poupa energia e, literalmente, fica com as mãos livres para outras coisas. Quem me rodeia diz que o som da minha voz é melhor com o ProTrach DualCare do que com um HME Provox. O ProTrach DualCare oclui o estoma muito bem quando se encontra no modo fonatório. Quando não estou a falar, é uma vantagem poder mudar o DualCare para o modo HME, ao contrário da minha anterior válvula fonatória de prata que não permitia esta possibilidade. A válvula fonatória de prata saía muito para fora e ouvia a válvula quando falava. Uso o DualCare todo o dia sem ficar cansada e o som irritante também é coisa do passado. Utilizo 1 a 2 cassetes HME por dia e estas são fáceis de substituir. Concluindo: Irei definitivamente continuar a usar o DualCare.»

Podemos ajudá-lo?