Pesquisar
Voz esofágica

Esta técnica utiliza os tecidos naturais do corpo como a nova origem da voz e exige que degluta pequenas quantidades de ar que vão para o esófago antes de voltar a «arrotá-las». A coluna de ar engolido faz com que a traqueia vibre, gerando o som que é depois modificado pela língua e os lábios para criar palavras.

Entre as três diferentes opções para a reabilitação da voz, a voz esofágica é o método mais antigo e também o mais difícil de aprender.

Vantagens:
• Método não cirúrgico.

  • Fala sem utilizar as mãos.

Desvantagens:

  • Comparativamente, demora muito tempo a aprender com necessidade de terapia intensiva.
  • Baixa taxa de sucesso — poucos aprendem a comunicar bem.
  • Frases curtas — a qualidade da voz varia e pode ser difícil de compreender.

Um método alternativo à voz esofágica é falar com uma prótese fonatória. Este método é fácil de aprender e cria o som mais natural, além de uma voz fluente e compreensível. (o mesmo para a laringe eletrónica — escreva uma pequena chamada à ação que irá levar os utilizadores a falar com uma prótese fonatória)